Cristina Siza Vieira, VP Executiva da AHP

Gosto muito da expressão ‘peregrinar’: empreender uma viagem, um caminho para um destino. Tanto como gosto da expressão ‘Wanderlust’ (do alemão wandern: ‘caminhar’ + Lust : ‘desejo’). É o que todos sentimos no meio desta prisão a que a pandemia nos condenou. Privados que estamos da liberdade de sair, fechados no nosso casulo, varre-nos já não um mero capricho ou vontade de viajar, mas uma ânsia incontrolável de explorar o Mundo, de ir a qualquer lugar, mesmo em qualquer direção. Que lugar é esse? Geográfico? Espiritual? Quem procuramos nesse lugar? Uma entidade, mística ou espiritual? Nós próprios? O Outro?

Nos tempos melhores que seguramente virão, vai ser difícil distinguir entre peregrinos e turistas, posto que todos estaremos unidos por uma motivação: redescobrir o Mundo. E nas viagens que fizermos, redescobrirmos a nossa relação com o Outro e recuperar a fé e esperança na nossa humanidade.

 

Share
Share