D. Jorge Ortiga presidiu à Peregrinação Mensal de Fevereiro e à Peregrinação Jubilar dos Operadores do Turismo ao Santuário de Fátima

Fátima, 13 fev 2017 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga presidiu hoje à Peregrinação Jubilar dos Operadores do Turismo ao Santuário de Fátima e disse que todos os crentes devem, como Maria, ouvir a Palavra de Deus e colocá-la em prática.

“Ouvir e praticar, realidade dupla que devia caracterizar a nossa vida. Assim Maria o fez. Maria não foi apenas uma ouvinte da palavra mas foi a mulher que a pôs em prática”, afirmou D. Jorge Ortiga na homilia da missa.

Na Eucaristia que assinalou também a Peregrinação Mensal de Fevereiro ao Santuário de Fátima, o arcebispo de Braga explicou que Maria é como a “Bíblia aberta, transparente ao contrário de Adão e Eva” que ouviram a palavra de Deus “mas não a puseram em prática”.

“É palavra de Deus que nós presenciamos nessa sua existência ao contrário do aconteceu com Adão e Eva”, sublinhou.

D. Jorge Ortiga desafiou os peregrinos a regressarem às suas realidades com o compromisso de procurar a felicidade no “ouvir e pôr em prática a palavra de Deus” e não em “grandiosidades exteriores, nem em realidades deste mundo ou coisas capazes de satisfazer a curiosidade”.

“Que a nossa felicidade esteja pura e simplesmente neste ouvir a Palavra do Senhor e neste pôr em prática”, frisou o arcebispo de Braga na homilia da Missa, divulga a sala de imprensa do santuário mariano.

D. Jortiga Ortiga, que lidera a Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, da Conferência Episcopal Portuguesa, presidiu Peregrinação Jubilar dos Operadores do Turismo promovida pela Obra Nacional da Pastoral do Turismo.

Agência Ecclesia

Share
Share