Por decreto do Bispo Diocesano de Coimbra, datado do passado dia 10 de Janeiro, foi criada a Comissão Diocesana de Pastoral do Turismo, da Diocese de Coimbra.

Esta Comissão, integrada por cinco elementos – um presbítero e quatro leigos –, iniciou já as suas funções no passado mês de Novembro, com a sua primeira reunião. Agora devidamente homologada, a Comissão irá dar sequência à sua organização interna, criando os meios necessários para a sua atividade, e definir a sua ação em torno dos objetivos pastorais que lhe são próprios. Não obstante os objetivos gerais definidos universalmente para a Pastoral do Turismo; no seu decreto de nomeação, o Bispo de Coimbra quis deixar-nos os objetivos que entende prioritários para esta Comissão Diocesana, a saber:

  • Coordenar a Pastoral do Turismo na Diocese de Coimbra;
  • Incentivar a formação de operadores de turismo no que se refere à cultura cristã;
  • Ajudar as comunidades que recebem turistas a criarem as condições para o acolhimento pastoral;
  • Propor e implementar ações de evangelização dirigidas aos turistas, particularmente quando visitam os lugares e monumentos cristãos.

Apraz-nos registar que este serviço, pensado já de longa data, é instituído no triénio em que a Diocese de Coimbra assume como um dos seus objetivos pastorais a Evangelização, e no Ano Pastoral em que assumimos o convite a viver o acolhimento pastoral como meio eficaz de evangelização. Precisamente porque no coração da Pastoral do Turismo está o acolhimento, como atitude primordial, e a evangelização como pano de fundo de toda a sua ação. Ainda que a Pastoral do Turismo deva atender, também,  a um cuidado particular com as modalidades da prática turística, em conformidade com a Doutrina Social da Igreja.

Desejamos agora que a Diocese de Coimbra se possa sentir motivada e disponível para se deixar mobilizar para esta ação pastoral tão necessária, atendendo à presença de turistas no seu espaço geográfico, não apenas na cidade mãe da Diocese, mas em todo o seu território – de beira mar ou interior.

Pedimos a Maria, invocada entre nós com o título de Santa Maria de Coimbra, que interceda por nós, para que, na fidelidade ao seu pedido – “fazei tudo o que Ele vos disser” – possamos reconhecer o rosto de Cristo em cada irmão que nos visita e lhes possamos anunciar o rosto do único Senhor em quem temos a salvação!

Coimbra, 18 de Janeiro de 2019
Pe. Carlos Alberto da Graça Godinho
Presidente da Comissão Diocesana da Pastoral do Turismo

Share
Share